Influenciadores digitais continuam em alta em 2018

Influenciadores digitais continuam em alta em 2018

Influenciadores digitais continuam em alta em 2018

Engajamento do consumidor será intensamente influenciado pelas webcelebridades em 2018

Com tanta expectativa em cima dos influenciadores digitais, alguns profissionais do mercado de marketing digital começam a se questionar: “até quando essa tendência vai durar?”. De acordo com uma recente pesquisa da Fashion and Beauty Monitor, o relatório ‘The Age of Social Influence’, a resposta é que a influência das webcelebridades ainda está muito longe do fim.

Na verdade, o estudo mostra que os influenciadores digitais já ultrapassam as celebridades convencionais em questão de popularidade no momento de escolha das campanhas das marcas este ano. Numa pesquisa realizada com várias grandes marcas americanas, 61% das empresas revelaram que trabalharam com influenciadores digitais nos últimos 12 meses – comparado com 57% que trabalharam com cantores ou músicos. Além disso, menos da metade das empresas trabalharam com atores de TV e modelos. Ainda, a grande maioria dos respondentes da pesquisa acreditam que os influenciadores serão a escolha mais adequada para suas campanhas futuras.

A demanda pelos influenciadores digitais é amplamente motivada pela geração Z. A revelação de que eles estão ultrapassando as celebridades convencionais, em termos de popularidade para as campanhas das marcas, mostra o poder e o impacto das redes sociais no mercado. Nessa tendência de influenciadores, o estudo mostra como os talentos digitais podem servir um público muito mais segmentado e engajar muito mais as estratégias de comunicação com o foco voltado à criação de conteúdo de nicho.

Porém, profissionais de marketing advertem às empresas querendo entrar nesse jogo: “utilizem os influenciadores digitais estrategicamente, garantindo que eles são as pessoas certas para os seus planos – e não apenas porque eles tem uma grande quantidade de seguidores.”

Vídeo será fundamental para audiência online

Segundo pesquisas recentes da Markets Insider, as pessoas estão saturadas de posts idênticos nas redes sociais. Os usuários querem algo real, e os vídeos são os elementos que fazem isso acontecer. O conteúdo transmitido pelo vídeo elimina a comunicação genérica, requer menos manipulação e é muito mais engajador. Uma das maiores tendências de 2018 é o uso de conteúdo em vídeo tanto na timeline das redes sociais quanto nos Stories. Experimente!

 

Quer saber o passo-a-passo para começar a potencializar sua influência digital? Leia nosso post com as 3 tarefas que você não pode esquecer para aumentar sua influência na rede.

 

A explosão do Instagram

O Instagram já é conhecido como uma das redes mais populares para o marketing de influenciadores – e, em 2018, os números irão ao espaço. Em setembro de 2017, o Instagram anunciou a marca de 800 milhões de usuários comparado a 100 milhões em abril. No próximo ano, a plataforma tem expectativa de exceder 1 bilhão de usuários!

A este ponto, o marketing de influenciadores nessa rede social vale aproximadamente $1 bilhão, e ainda pode atingir $2 bilhões em 2019. É por isso que o Instagram é uma ótima pedida para aqueles que planejam criar estratégias com influenciadores: ele auxilia a alcançar ainda mais pessoas, apresentando o conteúdo visual rapidamente, em forma de fotos e vídeos – algo que os usuários apreciam.

Conclusão

O marketing de influenciadores continua crescendo a cada ano – mas a inovação ainda é necessária para ter destaque no mercado. Estratégias que combinem diferentes tipos de influenciadores, ou que utilizem variadas plataformas dentro das redes sociais, por exemplo, terão retornos ainda mais saudáveis em relação ao engajamento com o consumidor.

Se você quer saber mais sobre o universo dos influenciadores digitais no Brasil, baixe nosso Raio-X de Influenciadores Digitais e tenha em mãos o manual para começar a investir nessa estratégia.

Compartilhe: